jump to navigation

Aprender, Brincar e Criar com Tecnologias Livres abril 30, 2013

Posted by cmidsm in Uncategorized.
1 comment so far

“ Que saibam mais que estudantes da universidade” declara entre sorrisos, o entusiasmado educador e instrutor de Robótica Livre, Leandro Schneider, que há três anos desenvolve em parceria com a Escola Marista Santa Marta o projeto ABC com Tecnologias Livres, Aprender, Brincar e Criar com Tecnologias Livres, objetivando justamente, formar cidadãos que transcendam a compreensão e uso das tecnologias.

Imagem

Educandos do 3° ano encantados com a linha do tempo

A ideia é que estas turmas que já estão em uma caminhada tecnológica, não sejam usuários convencionais da Tecnologia, e sim a resignifiquem” completa Leandro.

A experiência com uma turma piloto, que há três anos vem experimentando o universo das tecnologias mais avançadas, já rende bons frutos. “ Os alunos do 3° ano tem demonstrado muita afinidade, interesse e expectativa com os conteúdos estudados a cada etapa” ressalta a professora Simone Fréo, que juntamente com sua turma tem participado dos encontros quinzenais, tanto no Cmid como no Laboratório de Informática da Escola, onde jogos que estimulam o raciocínio lógico, por meio de conceitos básicos da programação, ficam a cargo da professora e instrutora de informática Juliana Vargas.

Este ano, a aula inaugural aconteceu dia 04 de abril, demonstrando por meio de uma linha do tempo, a evolução da tecnologia, com aparelhos de meados do início do século passado.

Já os 5° anos, que também participam do projeto, tem como tema de estudo Inteligência Artificial.

Desejamos aos nossos pequenos tecnólogos, um ano repleto de aprendizagens!

Anúncios

Tecnologias e Educação no SENID abril 12, 2013

Posted by cmidsm in Uncategorized.
add a comment

É crescente a preocupação em significar as tecnologias na Educação. Uma prova disso, são os diversos congressos, cursos e seminários que buscam aproximar e refletir sobre o impacto desta ampla ferramenta, na formação de crianças, jovens e adultos.

O 2° Seminário Nacional de Inclusão Digital, que aconteceu entre 08 e 10 de abril, abordou a  temática “Por uma cultura hacker na educação”, a fim de justamente, junto com  público técnico, educadores, estudantes, entre outros, pensar alternativas a fim de tornar o uso  das tecnologias de inclusão digital na Escola, de forma inovadora, inusitada, revolucionária e criativa.

O Centro Marista de Inclusão Digital- Cmid, com mais integrantes da Rede Marista de Inclusão Digital,  também esteve presente, participando de palestras, debates e inclusive auxiliando na formação dos demais participantes, realizando oficinas.

Imagem

2ª edição do Seminário Nacional de Inclusão Digital

Para o estudante Fábio Ortiz, 13 anos, a experiência de participar do Senid foi acima das expectativas. O educando contribuiu na apresentação de projetos e participou de diversas oficinas, tais como Arduíno, Scratch, entre outras. ” No Senid troquei ideias e conhecimentos com pessoas que sabiam muito. O que ajudou na minha aprendizagem. Gostei muito!” afirma o jovem educando dos cursos de Robótica Livre Básica e Montagem e Manutenção de computadores.

Imagem

Equipe da Rede Marista participando do evento

Imagem

Crianças encantadas com projetos de Robótica Livre

Após vivenciar vários momentos de trocas de saberes e aprendizagens, o Cmid retorna a Nova Santa Marta, com uma convicção ainda maior sobre o potencial das tecnologias na Educação, sobretudo as tecnologias livres.

Aprender toda vida abril 2, 2013

Posted by cmidsm in Uncategorized.
add a comment

“ Necessidade de saber”. É esta afirmação que move pessoas com uma situação de vida já definida, filhos crescidos, profissão estabelecida, entre outros, a retornarem a sala de aula.

Tratando- se sobre saber de Tecnologias, o que anima estes especiais estudantes a cima dos 40 anos, é o desejo de superar os próprios limites .

No curso de Informática Básica do turno da noite, que destina- se aos moradores da comunidade Nova Santa Marta, a maior parte dos atendidos possuem uma história de vida bastante rica, e é justamente isso o que faz com que estes senhores e senhoras saiam do conforto de suas casas ou mesmo dirijam- se direto do trabalho para as salas de aulas do CMID; a vontade de rechear ainda mais esta bagagem.

Para o educando Jorge Silveira, 54 anos, o motivo de buscar um curso de Informática Básica, surgiu da vontade de entender um pouco mais sobre o tão falado computador, internet e tecnologias.

Imagem

Educando feliz com seus novos conhecimentos

Seu Jorge trabalha como servente de obras, não tem um computador em sua residência e assim como muitos colegas, até o inicio do curso jamais havia encostado em um, mas nada lhe tira o sorriso do rosto ao afirmar que está conseguindo dominar a máquina e pretende utilizá- la para comunicar- se com parentes e amigos distantes.

Segundo a educadora Fernanda Flores, o elemento primordial frente a Educação de Adultos, certamente é o amor e a compreensão diante das limitações dos educandos, já que na maioria dos casos, os mesmos estiveram longos anos fora de um espaço escolar, ou seja, é preciso reaprender a estudar. “ O que também não deve faltar é o trabalho com a autoestima dos alunos. É preciso estar constantemente afirmando o quanto eles são capazes e o quanto ainda podem aprender”, revela a dedicada educadora.

Realmente o Centro Marista de Inclusão Digital- CMID, tem muito a se orgulhar desta turma e aposta que sempre é possível aprender mais e mais, independente da idade.