jump to navigation

Arte embelezando a Nova Santa Marta abril 13, 2011

Posted by cmidsm in Uncategorized.
add a comment

                  Alunos do curso de Metareciclagem na oficina de meta arte

No dia 08 de abril deu- se inicio ao circulo de oficinas de Meta Arte nas turmas do CMID.

A Meta Arte elemento da Cultura Livre, consiste no reaproveitamento do lixo eletrônico em favor do exercício da criatividade. Vale lembrar que a matéria-prima do artesanato é oriunda de doações.

                                Cobre, também um instrumento de ensino

O objetivo das oficinas é oportunizar aos jovens um contato mais profundo com a arte, não limitando- se apenas ao contemplamento da mesma, mas tornando os participantes promotores do processo.

Origami, macramê, pintura, arte com fios de cobre, estão previstos no cronograma, trabalhos delicados e ecologicamente corretos.

                        Jovens educandos participam da oficina de origami

Para Anielle Peixoto, a Meta Arte representa a liberdade de pensamento, e consequentemente, de criação. É um momento onde não existem regras, certo ou errado.

                             Uma demonstração de habilidade com o cobre

Além de seu caráter pedagógico, a Meta Arte ganha destaque no que se refere à contribuição significativa que tange a conscientização da comunidade santamariense. Dessa forma, torna-se evidente que o que é considerado lixo eletrônico para muitos, tem potencial para ser transformado em obras de arte pelos jovens da Nova Santa Marta.


Anúncios

Em prol de Redes livres abril 1, 2011

Posted by cmidsm in Uncategorized.
add a comment
Em uma sociedade marcada por constantes mudanças e por uma urgente necessidade de se apropriar das tecnologias, estudos e discussões impulsionadas por disseminadores do livre acesso das mesmas, reuniu- se nos dias 19 e 20 de março, no Uruguai, em um encontro com o objetivo de discutir as Redes Livres. 

Espaço alternativo em busca de soluções alternativas

As Redes Livres, também conhecidas como Redes Mesh, consistem em uma rede de internet, transmitidas via uma central de compartilhamento, que possibilitam a captura do sinal de forma livre.

Participantes do manifesto

O encontro, que reuniu uruguaios, argentinos, franceses e brasileiros, teve Leandro Schneider, monitor do CMID,  participando positivamente no encontro. “A discussão sobre Redes Livres permite a visualização da implementação na comunidade Nova Santa Marta, ou seja, a visualização da democratização das tecnologias na periferia”, afirma.

Momento de estudo e discussões

Além disso, os participantes do encontro puderam chegar a um comum acordo sobre uma licença compatível que permita definir e proteger, legalmente, as redes e a escolha do software a ser adotado. Espera-se que o estudo sobre Redes Livres avance ainda mais junto da expectativa do acesso às novas tecnologias e, consequentemente, da efetivação da cidadania na Nova Santa Marta.